Propostas Empresariais de Políticas Públicas para uma Economia de Baixo Carbono no Brasil: Processos Industriais e Tratamento de Resíduos

COMPARTILHE

Durante o ano de 2011, a Plataforma Empresas pelo Clima (EPC) realizou uma nova série de estudos setoriais, focados no diagnóstico e na análise dos desafos climáticos no contexto nacional, com o objetivo de subsidiar a formulação de políticas públicas e oferecer diretrizes para a implementação da Política Nacional de Mudanças Climáticas, do Plano Nacional de Mudanças Climáticas e dos Planos Setoriais. No documento divulgado em 2010, foram apresentadas propostas de políticas públicas para os setores de energia, transporte e agropecuária.

O processo de criação dos estudos contou com a participação de vários especialistas dos respectivos setores, representantes das empresas, governo e sociedade civil, em um processo de diálogo contínuo e revisão de resultados dos relatórios parciais em mesas redondas que se realizaram na Fundação Getulio Vargas de junho a setembro de 2011.

Com o presente documento, as empresas que compõem a EPC procuram estimular um diálogo extremamente urgente e necessário, sobre um tema complexo, com vista a contribuir para a promoção de uma economia de baixo carbono e do desenvolvimento sustentável no Brasil. As análises visam, portanto, identifcar gargalos na economia brasileira que devem ser abarcados por políticas públicas, específcas ou integradas, de forma a gerar as condições necessárias para impulsionar a economia de baixo carbono e garantir maior competitividade dos diferentes setores econômicos brasileiros.

Acesso à publicação


Mais Lidos

Nenhum post encontrado.